Boletin Abordaxe nº17, marzo 2017

Outro mes e outro número do boletín Abordaxe que se prensenta co artigoAbaixo o Patriarcado escrito pola anarquista de Barcelona encarcerada desde hai varios meses en Alemaña, acusada de atracar un banco en Aachen.

Publicado en Sen categorizar | Deixa un comentario

Actas do Congreso Centenario de Hildegart Rodriguez Carballeira

Presentación do libro de actas do congreso co gallo do centenario de Hildegart Rodríguez Carballeira, celebrado na cidade de Ferrol en 2014, a cargo de Goretti Sanmartín, Rosal Cal e Eliseo Fernández.

Publicado en Eventos | Deixa un comentario

O Salto

Segue a edición galega d´O Salto en: https://twitter.com/hashtag/OSaltoDespega?src=hash&lang=es&lang=es

Publicado en Eventos | Deixa un comentario

A Fenda nº0

A FENDA, abrindo espaços ao mancomun, é um novo meio de comunicaçom ao serviço da autogestom e a agroecologia.

A FENDA está editada por um coletivo de ativistas galegas que notamos a necessidade de um meio de reflexom, informaçom e debate para o espaço do mancomum galego, é dizer, para todos os movimentos que estám a trabalhar na construçom desde a base de um país mais justo. A agroecologia e o mundo rural ocupam um lugar destacado nas nossas páginas, à par das luitas feministas, os centros sociais urbanos, os projetos de autonomia em ámbitos como a saúde, a economia, a comunicaçom, etc.
Ainda que os primeiros números da Fenda sairám em formato digital, o nosso objetivo é editar um jornal impresso que se enviaria às subscritoras. Por isso animamos-te a te subscrever desde já na nossa página web:
https://afenda.org/

Podes lê-lo neste enlace.

Publicado en Materiais | Deixa un comentario

Nin pólvora nin magnolias

Vén de saír á rúa o primeiro número de Nin pólvora nin magnolias, unha revista (ou fanzine) que se define como “contracultural” e que dá espazo a temas vinculados ao underground artístico: música, tatoo, cinema, antropoloxía, entre outros.

Segundo o colectivo editor, o fanzine “nace para facer de contrapunto á liquidez” -citando a Bauman- “que non fixo unha excepción á hora de abordar o underground”. Buscan, nese senso, “ter algo tanxible, duradeiro, con reminiscencias a un pasado reciente e onde esa neutra aldea global, que fai que o ocio sexa idéntico en calquer latitude do occidente capitalista, fique por uns intres esquecido”.

“Vimos do mundo do punkrock e dos fanzines. Dende o limiar vociferamos a nosa filia aos sons dos 77 e todo o que significa”

Explican que “vimos do mundo do punkrock e dos fanzines. Dende o limiar vociferamos a nosa filia aos sons dos 77 e todo o que significa. E significou un movemento que se bifurcou en mil camiños: o activismo, a rebeldía, a roupa, as drogas ou ser antidroga, o vinilo, ligar, a rúa, os instrumentos musicais, o DIY que é o concepto de soberanía no noso, as pelexas, a política, o veganismo…istes e outra manchea de conceptos teñen unha vinculación directa ou inderecta co punk e cada un se adheriu, para ben e en moitos casos para mal, ao que gostou. Queremos ser un medio de difusión, non de evanxelización”. É unha revista política? “Claro. Non está adscrita a ningún ismo ideolóxico nin é de análise, mais subxace a firme convicción de que o Estado Español é un estado fallido nos seus devires estructurais”, responden.

No primeiro número fálase de Los Cafres, de Terry Chimes, de surf en Galicia, de Woody Guthrie ou de Os Soprano

Nesta primeira edición fálase de Los Cafres, de Terry Chimes, de surf en Galicia, de Woody Guthrie ou de Os Soprano. O primeiro número de Nin pólvora nin magnolias pode mercarse por 3 euros en Compostela (BarTolo, Malas Pécoras, Reixa, Gentalha do Pichel), Ferrol (Fundaçom Artabria), Ourense (Auriense, Rock Club, Secret Bridge), Allariz (Aira das Letras), Vilar de Santos (Arca da Noe), Xinzo (Klan), Lugo (HoGruff, Madia Leva), Vigo (Princesa, Honky Town, Rústiko), Betanzos (Saco), Lisboa (Luis Rattus), Pontedeume (Richi Ricardo Vales) e, proximamente onine en ElBeasto e Hugin e Munin.

Fonte: Praza Pública

Publicado en Materiais | Deixa un comentario

Boletín Abordaxe nº16, febreiro 2017

Xa na rúa o novo boletín Abordaxe desta vez para falarnos sobre a operación represiva contra Gabriel Pombo da Silva e Elisa di Bernardo ou a crónica da XVII marcha á prisión de Teixeiro.

 

 

 

Publicado en Materiais | Deixa un comentario

A Grande Abertura!

Mesmo debaixo da intempérie, agora sim, soltamos amarras!

Na próxima segunda, dia 30!

Numa época em que as pequenas livrarias agonizam ou são declaradas mortas, desde o número 217 da rua da Penha de França alguns necrófilos sedentos de papel impresso decidiram abrir um espaço de carácter anarquista onde a letra impressa ainda lhes agita o sangue. O objectivo é distribuir material de crítica anti-autoritária que provoque o soltar dos gritos entalados nas nossas gargantas, que fomente reflexões e discussões sobre como e o que derrubar, assim como um novo rumo ainda incerto nos nossos imaginários. Sendo assim, em paredes desabitadas ergueram-se prateleiras que hospedam uma cuidada selecção de edições subversivas.

Para além dos livros poderão também encontrar outro material altamente inflamável, desde os vinis e cds às impressões de serigrafia.

Procuramos criar um contacto directo com editoras e distribuidoras independentes, rejeitando os intermediários que tornam este mundo e as suas relações subjacentes num valente sufoco.

Convidamo-vos a que no dia 30 de Janeiro(segunda-feira), se juntem a nós para a inauguração não-oficial deste novo esporo de gente refilona que tentará germinar na Rua da Penha de França nº217-A. A partir das 18h haverá alguns petiscos essenciais em qualquer inauguração, boa disposição(apesar da chuva), e alguma surpresa. Apareçam!

& às 20h a jantarada do costume

& às 21h a sessão cinematográfica do costume com o mítico “O Dia da Besta”…

/////////////////

Disgraça / disgraca.com

BOESG / boesg.blogspot.pt

Rua da Penha de França 217, Lisboa.

Publicado en Sen categorizar | Deixa un comentario

A kalimera volve ás ondas!! Esta-te atenta á nossa página!!

Se nada o impede e a falha de resolver a nossa emissom via FM, como era o habitual, este vindouro día 17 ás 17:00′ do ano 2017, começaremos nossa emissom vía digital. A tal efeito, neste días, disponibilizaremos acá como sintonizar-nos.

Entretanto vos colamos este vídeo para que vos vaiades fazendo ideia de como está a quedar nosso novo estúdio da Kalimera no CSA do Sar e animar-vos a fazer o vosso programa. Para elo basta ponher-vos em contato com nós no nosso correio info@akalimera.org e já nos ocuparemos de ensinar-te o que precises para formar parte da equipa kalimera.

Publicado en Eventos | Deixa un comentario

Bolcheviques 1917-2017

Em 2017 a Revolução Bolchevique faz 100 anos. Boa parte dos acontecimentos deste século pode interpretar-se em relação ao impacto internacional desses ideais revolucionários e à forma como se puseram em prática: alinhamento de países e guerra fria, competitividade entre o bloco socialista e o bloco capitalista, confrontados no campo ideológico mas também no tecnológico e no militar. Paralelamente, produzia-se um conflito subterrâneo que rompia as fronteiras geográficas: filosofias dissidentes introduziam esse cerne ideológico em novas esferas do pensamento; contraofensivas, como as políticas do bemestar, controlavam o avanço do socialismo em países capitalistas; conceções artísticas, símbolos e vanguardas sociais desenhavam um novo mundo. Tudo ficou alterado. Cem anos depois, a velha guarda comunista aproveitará para reivindicar o legado transformador do bolchevismo; o pensamento ultra-liberal para expor à luz alguns episódios de violência e opressão na sua face mais escura.

Este livro, editado por Através editora, pretende ser o contributo galego para essa necessária revisão; uma maneira de participar neste território da Galiza na voragem, se não daqueles acontecimentos, sim da reflexão sobre o seu impacto histórico e ideológico. Bolchevismo e bolchevismo na Galiza

Publicado en Materiais | Deixa un comentario

Boletín Abordaxe Nº15, xaneiro 2017

Xa na rúa o primeiro número de 2017  do boletín Abordaxe, cuxo editorial faise eco dun chamado internacional en solidariedade coas anarquistas presas en Alemaña acusadas de expropiar bancos.

 

Publicado en Materiais | Deixa un comentario